domingo, 14 de setembro de 2014

Atribuido a Carl Sagan para a Ann Druyan

"In the vastness of space and the immensity of time, it is my joy to share a planet and an epoch with you."

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Temos a mania que somos complexos, mas depois é isto.

When it comes to user experience, are there things that people love that you didn't expect them to love?

Some of it is about tactility. Think about the number of times you have stood in the lobby of a building and watched a little kid run up to an elevator button and then just push it a hundred times. (...) Or the traffic-light button. There's a tactile response that human beings obviously really like.

- Genevieve Bell, via The Atlantic

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Finalmente uma forma simples de os distinguir!

This one opens a big can of worms. “Who” is a subjective — or nominativepronoun, along with "he," "she," "it," "we," and "they." It’s used when the pronoun acts as the subject of a clause. “Whom” is an objective pronoun, along with "him," "her," "it", "us," and "them." It’s used when the pronoun acts as the object of a clause. Usingwhoorwhomdepends on whether you’re referring to the subject or object of a sentence. When in doubt, substitutewhowith the subjective pronounsheorshe,” e.g., Who loves you? cf., He loves me. Similarly, you can also substitutewhomwith the objective pronounshimorher.” e.g., I consulted an attorney whom I met in New York. cf., I consulted him.

- Jon Gingerich via Litreactor

domingo, 15 de junho de 2014

Não sou de me martirizar com pensamentos negativos, mas overall não me parece um mau conselho!

A prominent habit changing therapist once told me this great technique for changing bad thought patterns. When you start to think negative thoughts, use the word “but” to interrupt it. “I’m no good at this, but, if I work at it I might get better later.”
- Scott Young via Lifehack  

quarta-feira, 11 de junho de 2014

É uma questão de perspectiva.

E pensar que a minha mãe não saber o que era "mandar um toque" era sinal que era mais velha, e que hoje esse mesmo conhecimento faz de mim mais velha.

"Não mando toques há séculos. Aliás, sei que já não sou adolescente porque vejo uma chamada não atendida e já nem me ocorre que seja um toque"
"Nenhum adolescente que se preze manda toques, acredita. Eles agora têm mensagens grátis e internet"

- T & F

sexta-feira, 14 de março de 2014

quarta-feira, 5 de março de 2014

Gosto de livros cujos capítulos começam com citações.

terça-feira, 4 de março de 2014

Assim de repente, não vos parece que estes funcionários vivem "presos" num episódio da Rua Sésamo?

"In japanese industry, finger pointing and calling (FPC), have been traditionally practiced as a tool for preventing human error. FPC is an operational procedure to ensure accurate information acquisition and recognition and/or to perform motor responses accurately. In the typical FPC, an operator first makes visual contact with the target (e.g., meters, lamps, buttons, etc.) to be checked or to be controlled manually, stretches the arm out in the direction of the target, points at the target with the index finger, and calls the name and/or the status of the target aloud. Nowadays, FPC is accepted as an effective procedural tool for preventing human error and is widely used in many industries in Japan."
- by Shinohara, Naito, Matsui e Hikono (2013). The effects of "finger pointing and calling" on cognitive control processes in the task-switching paradigm. International Journal of Industrial Ergonomics, 43, 129-136.

sábado, 1 de março de 2014

E deixaram-me falar mal todos estes anos.

Vive uma pessoa 25 anos convencida que "ourivesaria" leva r.

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

3 ideias de sinónimos que o Word me deu quando eu precisei de outra forma para designar os "dados" que tinha recolhido:


1. Grátis
2. Afáveis
3. Determinados




E primeiro achei que o Word estava maluco, não me fez sentido nenhum.
E depois fez.
O nosso cérebro é tão infinitamente mais espertinho que os computadores, por muito que estes últimos se esforcem.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Foquemo-nos na genialidade da utilização dos dados e não no facto de ser um casino, por favor

"If you deliver a better customer experience, you will ultimately drive greater returns on investment. Harrah’s is a great example of this.  Using its loyalty card, the casino’s computers track the play of thousands of customers at any time. Out on the gaming floor, the systems monitor the machines and tables. If a good prospect is having a run of bad luck at the slots, a “Luck Fairy” staffer descends with an offer of a free show or meal later that night – just enough to keep the player playing."
In loyalty3600 

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

E eu nem sequer gosto de gin!

"Professor:  Digam marcas de jeans
Eu: Hendrick's
Resto da turma: Levi's"

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

3 coisas que já comprei no OLX

1. Uma espremedora de laranjas elétrica;
2. Um candeeiro de secretária;
3. Uma transportadora para gatos.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Encontrei esta frase na internet e vim aqui deixá-la.

They've promised that dreams can come true, but forgot to mention that nightmares are dreams, too.

Atribuem-na a Oscar Wilde, mas a verdade é que não a encontrei em livro nenhum.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Who run the world? Girls!

"According to the Portuguese National Statistics Institute, there are more employed women in Portugal than men"
- Euromonitor International

domingo, 24 de novembro de 2013

Continuamos a bater estes records idióticos

"Portugal is one of the countries with the highest rates of cars per inhabitant in the EU."
- Euromonitor International

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

É por isto que eu vou para a cama cedo

"Xie et al found that metabolic waste products of neural activity were cleared out of the sleeping brain at a faster rate than during the awake state. This finding suggests a mechanistic explanation for how sleep serves a restorative function, in addition to its well-described effects on memory consolidation."
- Science's newsletter: This week in Science, 18-10-2013

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Uma parte dos aniversários que sempre achei divertida é o facto de a salva de palmas que se segue ao apagar as velas ser sempre uma euforia, independentemente de teres um ano, ou cinquenta.

Como se fosse um feito completamente inesperado, isso de a pessoa conseguir apagar as velas.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Top 3 Bons conselhos que retirei do artigo da Christine Hassler no Huffington Post:

1. "Your parents may want you to do things the way they did them or the way they think you should do them. Follow your own path even if they don't agree (and don't worry, they'll get over it)".
2. "Don't date someone's potential".
3. "The things that don't go according to plan are often the biggest blessings in your life -- sometimes, it just takes time to clearly understand what the blessing is". 

(Outros que também são bons:
- Not risking is risky.
- Do things to stand out, but don't just do them to stand out. 
- Chemistry is necessary, but not sufficient in romantic relationships. Make a list of your values and top five non-negotiables and DO NOT SETTLE. 
- Ditch toxic friendships and put the effort into friends who inspire and support who you are and where you are headed.)

(Acedam ao artigo completo aqui)

quinta-feira, 25 de julho de 2013

3 Coisas que me foram ditas por utilizadores do Ebay (asiáticos), depois de eu lhes ter comprado coisas, que de acordo com a minha perspectiva ocidental não são nada adequadas:

1. "Best wishes to you and your family, have a nice day!";
2. "The Portugal is a sacred and beautiful place, I hope that our item as soon as possible to get there.";
3. "We sincerely hope that we’ll have more chances to serve you."

segunda-feira, 22 de julho de 2013

E logo eu, que fumo, bebo e até gosto de viajar

Acabei de me aperceber do meu maior vício:

O sentimento de auto-eficácia. 

Dele dependo todos os dias, e não consigo ir dormir descansada sem a minha dose diária.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Uma estranha mistura de Gapminder com Dostoievski

Não sei precisar quando é que tudo começou, mas suponho que a melhoria do saneamento nas cidades, da alimentação das pessoas e os avanços na medicina têm ajudado. A esperança média de vida passou de cerca de 45 anos, em 1900, para os cerca de 80, em 2013. Passámos para o dobro em menos de 100 anos. Mais: O ser humano existe há coisa de 1,5 milhões de anos, e desses, só aqueles que viveram nos últimos cem é que tiveram o privilégio de viver para além dos 50 anos.

E depois, toda a questão da electricidade, do encurtamento das distâncias, da internet.
Todo o facto de as pessoas, dantes, "funcionarem" enquanto havia luz do sol, e de agora poderem fazê-lo a qualquer hora. De, dantes, a vida se passar socialmente, e de não haver meio mais rápido de transmitir notícias que encontrando-nos com pessoas. E de, hoje, eu não sair de casa sem o telemóvel, passar o dia a verificar a conta e-mail, ir para casa ao telefone, chegar a casa, checkar o facebook, e ainda ir para o Skype para falar com uma ou outra pessoa que possa estar no estrangeiro.

Hoje, não só vivemos mais tempo, como vivemos mais rápido.

É como se tivéssemos várias vidas.

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Às vezes, tenho saudades do estágio.


Isso, ou ando a passar demasiado tempo a construir filmes.

(Convido-vos a ignorar a minha óbvia queda por música electrónica fácil.
É o que costumo fazer.)